Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Depois de dois anos, o Paraná criou empregos com carteira assinada no mês de abril. Os dados divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta terça-feira (16) mostram que 6.720 profissionais conquistaram uma vaga. Em abril de 2016, o estado perdeu 1.163 vagas. No mesmo mês do ano anterior, fechou 2.002 postos de trabalho.
A geração de vagas também foi percebida nacionalmente. O Brasil voltou a gerar empregos com carteira assinada em abril deste ano, quando foram abertos 59.856 postos formais, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
No Paraná, conforme o Caged, o setor que mais contratou em abril foi o da Indústria de Transformação, com 2.867 novos profissionais. Em seguida, aparece o segmento de Serviços, onde 2.485 pessoas foram contratadas. Vale destacar ainda o setor de Comércio que reinseriu 1.487 pessoas no mercado de trabalho.
Por outro lado, o setor da Construção Civil demitiu 241 profissionais. Também houve demissões na área de Agropecuária – 86.
De janeiro a abril deste ano, o Paraná criou 23,159 vagas. Entretanto, quando se analisa os dados dos últimos 12 meses, o número de demissões é maior do que o de contratações, e o saldo é de 32.188 vagas de trabalho a menos no estado.

Municípios

Entre os municípios com mais de 30 mil habitantes, depois de Curitiba, onde foram contratados 616 profissionais, a cidade que mais gerou emprego foi Maringá. Foram criadas 450 novas vagas.
Destaque também para Umuarama, com 394 contratações; Telêmaco Borba, com 305 novos empregos; e São Mateus do Sul, com 267.
No sentido oposto, Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, demitiu 352 pessoas. Em Jaguariaíva, foram 332 profissionais dispensados.
Fonte:G1


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com