Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

quinta-feira, 2 de março de 2017



Uma semana após o nascimento dos gêmeos Asaphe e Anna Vitória e do sepultamento da mãe, Frankielen da Silva Zampoli, 21 anos, a família está emocionada com o carinho que recebeu. A jovem morreu de hemorragia cerebral em outubro, mas dentro dela batiam outros dois corações. Ela ficou hospitalizada, mantida por máquinas por quatro meses, após ter diagnosticada morte cerebral, só para dar à luz aos filhos. As crianças nasceram saudáveis e continuam internadas no Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. Além das duas crianças que pariu, Frankielen salvou ao menos mais três vidas com a doação do coração e dos dois rins.
Asaphe e Anna continuam internados, mas bem. Ela nasceu com 1,4 quilo e ele com 1,3 quilo. “Mas ainda vão precisar ficar mais um tempo no hospital. É uma descoberta a cada dia, não só pra gente, mas principalmente para os médicos. Tem sido um desafio”, conta a avó Ângela Silva, mãe de Frankielen. “Eles já são um milagre para nós”, completa.

Depois de uma gravidez monitorada 24 horas por dia, a família vive entre visitas alegres e momentos tristes de lembranças. Mesmo assim, o carinho das pessoas tem dado força. “O que recebemos nos dá força pra seguir. Porque o que vivemos nestes últimos meses é uma mistura de emoções. Ao mesmo tempo em que eu sinto dor, sinto muita alegria”, comenta Ângela.

Carinho

O carinho foi tamanho, que as doações não foram só de bens materiais, mas também de afeto. “Recebi, na saída do hospital, uma carta de uma mulher que não tinha condições de ajudar. Ela não imaginava, mas me fez um bem tão grande”, relata Ângela Silva, mãe de Frankielen.
Desde que a história veio à tona, muita gente vem ajudando a família a seguir em frente. “A gente recebeu muitas ligações de pessoas querendo doar. Algumas deixaram claro que não tinham muito, mas que queriam ajudar de alguma forma. E sabemos que ainda vamos precisar de mais”.
Semana passada, a direção do Clube Serrinhense, de Contenda, na região metropolitana de Curitiba, onde a família mora, organizou um bingo para ajudar os bebês. Nos próximos dias, um chá de bebê também está para ser feito com a mesma intenção. Muitos itens ainda são necessários, mas, em contrapartida, algumas coisas – como os berços – a família já ganhou. Tudo que vier a partir de agora vai poder ajudar também outras pessoas.
As doações para a família de Frankielen podem ser feitas diretamente para a avó, pelo telefone (41) 99561-4835. Além disso, como os bebês continuam internados, a família não sabe o que vai precisar quando eles saírem. “Pode ser que tenham que tomar algum leite específico, algum remédio. Mas isso ainda não sabemos”, explica Ângela. Por isso, as doações também podem ser feitas em dinheiro, em uma conta poupança que a avó vai destinar somente aos irmãos gêmeos.
Fonte:GazetadoPovo


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com