Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017



Da RedeSul Guarapuava - O ex-presidente da Câmara de Vereadores de Guarapuava, Admir Strechar, teve sua pena aumentada em mais oito anos. A Justiça aumentou a pena de Strechar de 17 para 25 anos de prisão em regime fechado. Com isso, o ex-vereador ainda tem mais 20 anos a cumprir. A decisão é da juiza Patrícia Roque Carbonieri, da Vara de Execuções Penais de Guarapuava.
Os anos de prisão aumentaram porque um recurso, que corria no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), foi julgado e negado. Com isso, a pena tem que ser somada novamente. A somatória total é referente a duas condenações de Strechar por peculato, que é o desvio de dinheiro público.
Admir Strechar era presidente da Câmara de Guarapuava em 2011, quando foi preso na Operação Fantasma, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), por contratar funcionários fantasmas, que ganhavam sem trabalhar. Os assessores ainda tinham que devolver parte do salário ao então presidente da Câmara, o que é ilegal.
SEMIABERTO
O advogado de Admir Strechar, Marinaldo José Rattes, disse que vai recorrer do julgamento do último recurso, que causou a nova somatória da pena. A defesa também disse que ainda entende que Strechar tem direito ao regime semiaberto, o que já havia sido negado em outros momentos, e que vai pedir essa progressão de regime mais uma vez.


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com