Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

terça-feira, 13 de dezembro de 2016



O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), defendeu nesta terça-feira (13) a renúncia do presidente Michel Temer e a antecipação da eleição presidencial de 2018.
Humberto Costa disse que era uma posição do PT e estava ao lado da líder do PCdoB no Senado, Vanessa Grazziotin (AM).
O petista disse que o momento é de defender apenas a antecipação da eleição presidencial de 2018 e não eleições gerais, como prevê o presidente nacional do PT, Rui Falcão.
Estamos defendendo a renúncia do presidente Temer o mais rápido possível, porque ele perdeu a legitimidade, as condições políticas para continuar. E fazermos eleições diretas o mais rapidamente possível. Eleição presidencial apenas é a maneira de conquistarmos algo”, disse Humberto Costa, alegando que eleições gerais seriam mais complicadas.
O petista disse que é possível construir uma “saída constitucional” para viabilizar uma eleição presidencial agora. Para isso, é preciso aprovar uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) neste sentido.
Humberto Costa disse que há esse sentimento em partidos da base aliada de Temer também. “Existem sim em relação a vários partidos posições isoladas sobre isso”, disse o líder do PT.
Humberto Costa não quis dizer se Lula será o candidato do PT, mas argumentou que ele pode sim ser candidato mesmo investigado na Lava Jato.
“Quem vencer terá a legitimidade para se relacionar com a sociedade”, disse Humberto Costa.
Fonte:GazetadoPovo


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com