Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

terça-feira, 6 de dezembro de 2016



Brasília - A reforma da Previdência irá, finalmente, igualar as regras de aposentadoria de trabalhadores e políticos. Com as alterações previstas, todos terão de contribuir por, no mínimo, 25 anos e ter 65 anos de idade para conseguir o benefício.
Os políticos possuem um regime diferenciado para obter a aposentadoria. O Plano de Seguridade Social dos Congressistas é parecido com as regras da Previdência para o servidor público federal. Para esses casos, com 35 anos de contribuição e 60 anos de idade, o aposentado recebe o salário integralmente. Os políticos também não podem acumular benefícios e a aposentadoria é suspensa se o deputado, por exemplo, voltar a exercer qualquer mandato eletivo.
A última reforma, contudo, foi realizada apenas em 1997. Antes disso, a aposentadoria era permitida aos políticos após apenas 8 anos de contribuição (apenas dois mandatos) e 50 anos de idade. De acordo com o Congresso em Foco, mais de 2.000 pessoas ainda recebem salários integrais concedidos antes de 1997. E muitos deles são deputados, ministros ou estã em cargos eletivos e executivos, com a aposentadoria e o salário.
A reforma, porém, não inclui os militares, que continuam com os benefícios anteriores.

Fonte:RedeSul


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com