Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

sexta-feira, 25 de novembro de 2016




Guarapuava - Quem passa pela Praça 9 de Dezembro nesta sexta (25), em Guarapuava, se depara com cruzes pretas colocadas no chão. em sinal de luto pelas mulheres assassinadas no município. O evento começou na madrugada de hoje quando homens e mulheres foram até a praça no centro da cidade para a vigília que acontece anualmente. Vestindo roupas pretas, os manifestantes também acenderam velas e depositaram flores. Poesias, cantos e depoimentos também integraram o momento de introspecção e reflexão.
De acordo com a secretária municipal de Políticas Públicas para Mulheres, Eva Schran, a vigília faz parte da programação dos '16 Dias de Ativismo', campanha contra a violência que atinge o público feminino.
“Não é só a violência física que mata. A violência psicológica, a sexual, a moral, a patrimonial e a institucional também retiram o direito a uma vida digna e sem medo das nossas mulheres. Estamos aqui para mudar nossa realidade. Mulher, você não está sozinha".
Para se ter uma ideia dos índices da violência contra a mulher em Guarapuava, uma pesquisa realizada pela Secretaria da Mulher mostra que o mês de outubro é o pico de registros de ocorrências nesse sentido. A média levantada no número de agressões é de 56 ocorrências, contra 54 em janeiro, 50 em dezembro e novembro e fevereiro, com 44. Os dados têm como base os Boletins de Ocorrências da Polícia Civil, nos anos de 2013, 2014 e 2015. Outro dado apontado pela consulta é que 70,7% dos boletins de outubro registraram violência física, contra 29,3% de violência psicológica e outros tipos. Mostra também que as agressões acontecem após às 18h, em 60% dos casos. 
Em casos de violência contra a mulher, denuncie. Ligue 180 (Central de Atendimento à Mulher), ou 3630-1730 (Delegacia da Mulher), ou ainda procure os serviços da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres. Telefone: 3622-1342.

Fonte:RedeSul


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com