Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

quinta-feira, 10 de novembro de 2016



Irati - Após a desocupação dos acadêmicos que estavam protestando, contra a Medida Provisória 746, que determina uma reforma no Ensino Médio em todo o Brasil, e contra a PEC 55/16, que limita os gastos públicos ao índice da inflação pelos próximos 20 anos, no final da noite desta segunda (07) e o fim da greve dos professores, as atividades administrativas e pedagógicas regulares estão retomadas no Campus de Irati.
Com isso, o tráfego de veículos dentro do Campus, por exemplo, está liberado. Conforme acordado entre o Gabinete da Reitoria (GR), a Direção do Campus de Irati e o Comando da Ocupação do Campus ainda na segunda (14), haverá discussão sobre a possibilidade de flexibilização do calendário pedagógico de forma a minimizar eventuais prejuízos aos estudantes como um todo.
O acordo prevê também que nenhum processo disciplinar será aberto contra alunos tendo como única motivação a ocupação. Outro item dialogado foi sobre a possibilidade de criação nos próximos dias de uma comissão, no âmbito do Campus de Irati, para debater situações causadas pela ocupação, além do repasse de informações sobre a situação dos vales-transporte destinados aos estagiários.
Por fim, também conforme acordado e assinado pelas partes, após a completa desocupação do Campus (que permita o pleno exercício de posse pela Administração Pública e o total reestabelecimento da condições de uso dentro da normalidade), será celebrado um acordo nos autos do processo que tramita na 1ª Vara da Fazenda Pública de Irati, bem como nos autos do Agravo de Instrumento impetrado junto ao Tribunal de Justiça do Paraná.
O acordo em questão solicitará a homologação judicial e a extinção dos feitos, em prazo máximo de 15 dias, a contar de 7 de novembro. A versão original do termo assinado entre as partes se encontra na Direção do Campus, assinado pelo GR, pela Direção e pelo representantes do movimento de ocupação estudantil.

Fonte:RedeSul


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com