Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

quarta-feira, 21 de setembro de 2016



A Justiça Eleitoral impugnou a candidatura de Tide Balzanelo, candidato a prefeito de Sertanópolis, no norte do Paraná, pelo PDT, e de Edson Pedro Almeida Filho, do PSC, candidato a vice-prefeito. A decisão é de segunda-feira (19).

De acordo com a decisão, o candidato, Tide Balzanelo, da coligação “Sertanópolis em Boas Mãos”, é analfabeto e, por isso, não atendeu as exigências legais para o deferimento da candidatura. Mesmo com a impugnação, o candidato está autorizado a continuar a campanha até uma decisão definitiva sobre o caso.

Balzanelo é o atual prefeito de Sertanópolis e disputa a reeleição. O coordenador da campanha Gean Andrioli informou que a coligação já recorreu da decisão junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). “Essa decisão foi surpreendente porque ele é um empresário de sucesso, já foi vereador por três mandatos, é o atual prefeito. Estamos recorrendo e, agora aguardamos o julgamento no TRE. Por enquanto, a campanha continua”, diz.

De acordo com a decisão do juiz Gabriel Kutianski Gonzalez Vieira, Balzanelo não demonstrou capacidade de “compreender o que lhe é perguntado, responder de acordo com este entendimento e de usar a leitura e escrita, não podendo, portanto, ser considerado alfabetizado”, detalha o magistrado. A conclusão foi feita após a realização de um teste de alfabetização no cartório eleitoral de Sertanópolis. O juiz eleitoral pediu o teste porque o candidato não apresentou comprovante de escolaridade.

O magistrado ainda detalha na decisão que Balzanelo não respondeu adequadamente  a uma pergunta sobre duas das competências privativas do prefeito. Conforme o juiz, o candidato a reeleição respondeu "fico despachando o dia inteiro e também visitando obras. Adiministro (sic) minhas propriedade (sic) com uma equipe escolhida e formada por mim e sempre tivi (sic) exeto (sic)". 
O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná informou que o recurso será analisado o mais breve possível, e o juiz avaliará se mantém a decisão de primeira instância ou se a altera. Caso a decisão seja mantida, o candidato ainda poderá recorrer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Fonte:G1


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com