Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

quarta-feira, 31 de agosto de 2016



Guarapuava – Diariamente, Antonio Delfino sai de casa logos nas primeiras horas da manhã. No carrinho onde armazena o lixo reciclável que coleta pelas ruas da cidade, ele leva uma bagagem muito especial:  filho Guilherme de quatro anos idade. Muito mais do que os cabelos loiros, os olhos azuis e a carinha suja, o que chama a atenção e comove qualquer pessoa que o vê é a cegueira quase total da criança. De acordo com o pai, um homem simples, o menino nasceu com catarata.
“A gente já procurou recurso, já foi feito exame e mandaram nós a Curitiba. Lá os médicos examinaram e mandaram nós de volta porque disseram que não precisava de cirurgia, mas de tratamento”. Sem qualquer orientação nesse sentido, Antonio retornou a Guarapuava com o filho. Tempos depois, a família foi morar no interior do município de Turvo. “Agora estamos morando em Guarapuava de novo”.
Antonio passa diariamente pela empresa Repinho, no bairro Industrial e foi a solidariedade de funcionários  que levou o homem e a criança até o Departamento de Recursos Humanos da empresa de onde foi encaminhado até a RedeSul de Notícias.  "Eu dei uma bala, ele derrubou, se abaixou e ficou tateando no chão em busca do doce. Aquela cena me comoveu. Foi de cortar o coração e pensei que tinha que ajudar essa criança", disse o gerente de RH, Victor Sebastian Korocoski.
De acordo com o chefe da 5ª Regional de Saúde, Márcio Brunsfeld, que identificou a ficha de Guilherme, a criança foi encaminhada para uma clínica oftalmológica em Guarapuava ainda em 2012. “Lá foi dito que um tratamento poderia reverter a situação”. Em 2013 o menino foi encaminhado a Curitiba. “ A partir disso não existem mais dados sobre a situação da criança”.
Guilherme será encaminhado até a 5ª Regional de Saúde ainda nesta semana para a retomada dos procedimentos cabíveis ao caso.

 Fonte:RedeSul


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com