Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

quinta-feira, 7 de julho de 2016



O senador e pastor Magno Malta (PR-ES) afirmou, nesta quarta-feira, em plenário, que o pastor Felipe Garcia Heiderich, marido da pastora Bianca Toledo, foi preso nesta semana após abusar do próprio enteado de 5 anos. Em seu pronunciamento, o político classificou Felipe como “falso pastor” e que foi pressionado por lideranças religiosas a denunciar o caso. Felipe e Bianca são líderes do Ministério AME (Aliança Mundial de Evangelização e Ensino), com sede no Rio de Janeiro.
“O fato é que a pastora Bianca Toledo, casada com o senhor Felipe Heiderich, ela descobriu que esse pastor, falso pastor, estava abusando de seu filhinho de cinco anos de idade”, disse o senador, que afirmou ter tido acesso ao pedido de prisão do pastor, feito pelo do Ministério Público do Rio de Janeiro ao juíz da 17ª Vara Criminal Paulo César Vieira Carvalho Filho. “O garoto relata todos os fatos, já foi ouvido por psicólogo e psiquiatra”, acrescentou o político.
Segundo o senador, o pastor Felipe, após saber que a esposa estava ciente dos abusos, tentou se matar e confessou ter cometido o crime.
“Esse falso pastor Felipe, que internado após saber que esposa tinha tomado conhecimento do abuso contra crianças, ele tentou suicídio. Foi internado e confessou seu abuso e assumiu seu homossexualismo”, falou o politico, que também disse que hoje funcionários e ex-funcionários de Felipe e da esposa já estavam depondo, pois “já sabiam do comportamento dele (Felipe) com a criança na ausência da mãe”.
Fonte:BandaB


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com