Visite Paranaense Humor e Noticias

BI CAMPEÃO

BI CAMPEÃO
COPA PMPR
script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

Colaborador

Colaborador
Vereador - Elias Rodovanski

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO

STUDIO SOUL - ÁUDIO E VIDEO
FONE: 3036-1881 OU 9967-7134

Publicidade

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY

MARINA BOESE SUSHI DELIVERY
30354986

segunda-feira, 4 de julho de 2016



Um caminhão-tanque carregado com 43 mil litros de álcool anidro, que seguia sentido Paranaguá, perdeu os freios e tombou no quilômetro 33 da BR-277, perto de Morretes, no Litoral do Paraná. A carga explodiu e, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), três pessoas que estavam no mesmo carro morreram e 15 ficaram feridas, sendo três em estado gravíssimo. O acidente ocorreu por volta das 18h30 deste domingo (3).
De acordo com o inspetor Martinês, da PRF, um problema mecânico no freio do caminhão causou a tragédia. Segundo o inspetor, o motorista do caminhão, que sobreviveu, passou por dois exames de bafômetro que nada constataram.
Segundo a PRF, as pistas foram totalmente liberadas por volta das 00h20 desta segunda-feira (04) nos dois sentidos. O caminhão envolvido na tragédia está no acostamento da via e será retirado durante o dia de hoje, o que pode gerar novo congestionamento. O trânsito no local do acidente estava livre nesta manhã.


Mistério

Um bebê, segundo a polícia, foi encontrado com vida no meio do mato próximo a um veículo com duas pessoas que morreram carbonizadas. A PRF suspeita que os próprios pais teriam atirado o bebê para fora do carro a fim de salvar a criança. O bebê foi socorrido e levado até uma ambulância, informa o inspetor da PRF, Wilson Martinez, e passa bem no hospital aos cuidados do Conselho Tutelar.
Porém, até por volta das 7h30 desta segunda-feira, nenhum familiar das vítimas carbonizadas que estavam no veículo sabia desta criança. “Existe ainda a hipótese de este bebê ter tido a ‘sorte’ de ter sido abandonado exatamente no local do acidente. Lembrando que isso é uma hipótese”, relatou o inspetor ao Bom Dia Paraná.
A PRF confirmou por volta das 21h30 que ao todo 12 veículos se envolveram no acidente, sendo 12 automóveis e mais o caminhão. O motorista do caminhão está vivo e irá prestar depoimento sobre o aconteceu, segundo a PRF. Por volta das 19h30 horas, o incêndio estava sob controle.
Socorro
Um caminhão do Corpo dos Bombeiros chegou ao local perto das 19 horas para conter as chamas, que eram bastante intensas, e as viaturas da PRF também se dirigiram ao local.
Equipes da PRF escoltaram duas ambulâncias para socorrer as vítimas. A polícia confirmou que uma delas estava em estado grave e segue em direção ao Hospital Evangélico, em Curitiba, referência no atendimento a queimados.
Informações dão conta de que pelo menos outras cinco pessoas já foram encaminhadas para atendimento em hospital de Paranaguá. Seis guinchos também se dirigiram para o local do acidente.
rânsito
Os dois sentidos da pista ficaram bloqueados até os primeiros minutos desta segunda-feira. Segundo a concessionária Ecovia, por volta das 20h30, havia bloqueio de tráfego a partir do km 59 da BR-277, no sentido Paranaguá. A pista do acostamento foi liberada, perto das 21 horas.
“Parecia uma avalanche”
Sobrevivente deste acidente na BR-277, Luiz Francisco da Silva, de 39 anos que reside em Curitiba, conta que se assuntou quando viu o caminhão pegando fogo indo a direção de seu carro. “Parecia uma avalanche vindo. O caminhão perdeu o controle e invadiu a pista de quem sobe o litoral. Nisso ele foi tombando já pegando fogo e atingindo quem estava na frente”, relata. 
Quando viu que ia ser atingido em cheio pelo caminhão em chamas, Luiz jogou seu carro para o lado. “Nisso o caminhão passou, mas as rodas atingiram meu carro. Sorte que não me machuquei”, conta. “Vou ter que comemorar meu aniversário em dois dias a partir de agora”, comenta.
A cena, segundo ele, foi trágica. “Era muito fogo, muita gente desesperada. Muitos carros tentaram escapar do fogo e jogaram o carro na canaleta, mas foi bem ali que o combustível se espalhou. Isso fez o incêndio atingir os veículos que ficaram por ali”, relata.
 Fonte:ParanáOnline


Notícias de Guarapuava e Região. Contato: Email: guarapuavanonoticias@gmail.com guarapuavanonoticias@gmail.com